Utilizando técnicas inovadoras, tecnologia de ponta, e medicina baseada em evidências, cirurgia minimamente invasiva da coluna vertebral (CMICV) pode ser uma opção de tratamento para sua doença cervical ou lombar crônica.

Comparada à cirurgia aberta tradicional da coluna, a cirurgia de coluna minimamente invasiva utiliza o conhecimento de anatomia de uma maneira importante, juntamente com tecnologia de ponta para tratar o seu problema na coluna, sem causar prejuízo injustificado aos tecidos moles adjacentes. Tecnologia assistida por computador e ferramentas altamente especializadas e de instrumentação para assegurar o tratamento seguro e eficaz da sua dor.

Vantagens do Cirurgia Minimamente Invasiva da Coluna incluem:

  • Menos dor pós-operatória
  • Recuperação mais rápida
  • Redução da perda de sangue
  • Menos danos aos tecidos moles
  • Menores incisões cirúrgicas
  • Menos cicatrizes
  • Melhora da função

BLOQUEIO ANESTÉSICO

Procedimentos percutâneos são procedimentos cirúrgicos realizados sem a necessidade de cortes, feitos através de agulhas ou cânulas posicionadas em pontos específicos, com o auxílio de aparelhos modernos. Como regra geral, esses procedimentos não necessitam de anestesia geral nem de internação hospitalar na maioria dos casos. Apresentam riscos bastante reduzidos. As técnicas percutâneas de cirurgia minimamente invasiva são geralmente utilizadas no manejo das patologias degenerativas da coluna que causam dor.

Podem ser epidurais, bloqueios facetários, bloqueios radiculares cervical e lombar, onde são utilizados a instilação local de anestésicos e corticosteróides com agulhas de acordo com a lesão anatômica e objetivo do tratamento.

NUCLEOPLASTIA

É uma terapia minimamente invasiva realizada em regime ambulatorial. Técnica utilizada no tratamento para a hérnia discal e em casos selecionados de degeneração discal lombar. É considerada uma alternativa ao tratamento cirúrgico convencional na falha de tratamento conservador.